Google_Earth_logo_icon

Olá a todos!

A Google descreve o Google Earth (baixe-o clicando na imagem) da seguinte maneira: “O Google Earth conecta o mundo através de redes com fio e sem fio, permitindo aos usuários ir a praticamente qualquer lugar do planeta e ver esses lugares com detalhes fotográficos. Este mapa é diferente de todos que você já viu. Ele é um modelo tridimensional do mundo real, baseado em imagens de satélite reais e com mapas, guias de restaurantes, hotéis, lazer, estabelecimentos comerciais e muito mais. Você pode aumentar o zoom a partir do espaço e chegar instantaneamente a visualizações de ruas. Também é possível criar uma imagem panorâmica ou passar direto de um lugar para outro, de uma cidade para outra ou até mesmo de um país para outro. Use o Google Earth. Coloque o mundo em perspectiva”. OK, isso não é uma propaganda para a Google, mas uma ferramenta tão incrível e gratuita merece receber tal destaque. Partindo ao que interessa, o Google Earth tem em sua base de dados imagens de todas as regiões do planeta. Imagens de altíssima resolução como as do Geoeye, Quickbird e ALOS. Essas imagens podem servir de base para diversos estudos e trabalhos. Iremos aprender com esse tutorial como georreferenciar de maneira rápida e eficiente essas imagens. Pra quem não sabe, georreferenciar significa dar uma localização para a imagem. Quando você baixa a imagem do Google Earth ela é apenas um jpeg. Uma figura. Depois de georreferenciada ela terá em seus metadados as coordenadas geográficas exatas do local que ela representa na imagem.

Por padrão, o Google Earth irá mostrar sempre a imagem mais recente que se tem para aquele lugar. Caso seu trabalho dependa de uma análise de determinada região de outras datas mais antigas, você pode clicar no ícone que parece um relógio (destacado em azul na imagem abaixo) e abrirá uma linha do tempo que você pode mover e escolher a imagem do banco de dados do Google Earth que melhor lhe atende.

GE_02

Para baixar a imagem do Google Earth, escolha o lugar onde você quer representar, não se esqueça de deixar sempre o norte apontando para cima na sua tela de computador. No canto superior direito tem ícone que você clicando, segurando e movendo, você pode girar a direção da imagem. Para salvar a imagem, clique em arquivo > salvar > salvar imagem. Na imagem abaixo você pode visualizar o ícone no canto superior direito que aponta para o norte e onde clicar para salvar a imagem (se precisar, clique na imagem para ver melhor).

GE_01

Na versão PRO do programa (versão paga) você pode escolher a qualidade da imagem. Nesse caso, escolha a versão Premium. Assim, você poderá dar um zoom in na imagem sem perder qualidade. Quando você não tem a versão PRO, tente sempre baixar a imagem com o recorte que você irá precisar, pois se você tiver que dar zoom in (aproximar) perderá qualidade e sua imagem ficará pixelada.

GE_03

Nesse manual estaremos utilizando o arcmap, mas o princípio será o mesmo para qualquer software de geoprocessamento que você usar. Antes de mais nada, escolha qual o sistema de coordenadas e datum que você irá utilizar. O Google Earth usa o datum WGS1984, usaremos o mesmo no arcmap. Iremos utilizar o sistema de coordenadas UTM. Para descobrir a zona da área que você está trabalhando, passe o mouse sobre a imagem no Google Earth e ela aparecerá na parte debaixo.

GE_07

Prepare o ambiente para georreferenciar. Clique com o botão direito em layer e clique em propriedades.

GE_06

 Depois que clicar em propriedades, vá na aba Coordinate System. Em “Predefined” vá em “Project Coordinate System”. Veja os destaques na imagem abaixo.

GE_08

Role um pouco a barra para baixo e abra a pasta UTM e depois WGS 1984

GE_09

Finalmente, selecione a coordenada clicando apenas uma vez sobre ela e, em seguida, em OK. Pronto, seu ambiente já tem  um Datum e um Coordenada.

GE_10

Adicione a imagem que você salvou no arcmap clicando no botão do com o ícone que aparece um mais (+) preto destacado por um quadrado vermelho na imagem abaixo.

GE_04

Para adicionar a imagem clique nela apenas uma vez e clique em “add”. Não clique duas vezes sobre a imagem, pois isso irá dividir a imagem nas bandas referentes ao RGB.

GE_05

Note que no canto inferior direito tem umas coordenadas em meters (metros). Isso quer dizer que seu ambiente tem um sistema de coordenadas. Se você escolheu uma coordenadas em graus irá aparecer em graus.

GE_11

Agora, volte para o Google Earth e vamos aprender um macete interessante para facilitar o geoprocessamento. Iremos pegar as coordenadas de contos estratégicos. Procure formas triangulares ou retângulares. Estradas, drenagem e telhados são bons alvos. Vá em adicionar marcador. O símbolo é um marcador amarelo. Destacado na imagem abaixo. Logo após, selecione o ponto de referência que você escolheu e coloque a ponta do marcador sobre ele. Quando você fizer isso, mude o nome. Eu normalmente coloco P01, P02, P03, etc. Note que ele já lhe mostrará a coordenada daquele ponto. É essa coordenada que iremos utilizar para georreferenciar a imagem.

GE_12Procure pegar um ponto em cada extremidade e um no centro, no caso desse manual, vamos pegar apenas 5 pontos. Mas, quanto mais você pegar, melhor. Entretanto, lembre-se de espalhar coerentemente todos os pontos que você pegar.

GE_13

Volte para o Arcmap e em “Georreferencing” note se o sua imagem está selecionada.

GE_14

Se o seu “georreferencing” não estiver ativado, clique com o botão direito na barra de cima e ative o “georreferencing”.

GE_15

Agora, clique no botão de adicionar ponto de controle. Com essa ferramenta você irá clicar na imagem nos mesmos lugares que você colocou os marcadores no Google Earth. Isso será feio um de cada vez.

GE_16

Agora clique no primeiro local de sua preferência, e espere cerca de 2 segundos sem tirar o mouse de lugar, e clique novamente. A cruz deve ficar vermelha.

GE_17

Agora, vá em “view link table”. É ali que você irá inserir as coordenadas. Irá abrir uma tabela onde cada linha será referente a um ponto que você marcou em sua imagem.

GE_18

Volte no Google Earth e clique com o botão direito sobre o ponto referente ao ponto no mesmo lugar que você marcou no arcmap e vá em propriedades.

GE_20

Selecione a primeira coordenada, nesse caso, note que não selecionei depois do ponto porque é 00. Caso tenha que copiar o que tem depois do ponto, quando você passar pro arcmap troque o ponto por vírgula. Clique com o botão direito e copie a coordenada.

GE_21

Volte para o Arcmap, na tabela do ponto, e cole a coordenada referente ao que você copiou. Se copiou Longitude, cole em X Map. Se copiou Latitude, cole em Y Map. Não se assuste, sua imagem irá sumir da tela. Repita a operação para a outra coordenada.

GE_22

Clique em OK. Para encontrar onde foi parar sua imagem, clique com o botão direito sobre ela na barra de conteúdos (do lado esquerdo do arcmap) e vá em zoom to layer.

GE_23

Note que sua imagem irá aparecer na tela. Note também, que lá onde está a marcação de meters (metros) irá aparecer coordenadas muito parecidas com as que você pegou no Google Earth.

GE_24

Repita o mesmo procedimento para todos os outros pontos. Note que a tabela ficou com todos os pontos referentes a elas. Uma linha para cada ponto.

GE_25

Está quase pronto. Sua imagem já está georreferenciada. Mas, você precisa salvar a imagem com essas informações. Para isso vá em “georreferencing” e clique em “rectify”.

GE_26

Em “Output location” selecione a pasta onde você quer salvar. Em “Name”, escolha o nome para sua imagem. Em “Format”, escolha o formato. Sugiro escolher tiff. E clique em OK.

GE_27

Pronto, sua imagem está georreferenciada. É só abrir ela novamente clicando no botão de mais (+). Uma dica para ver se ela está bem georreferenciada é abrir um shape que já esteja georreferenciado em cima dela. Mas, sempre tem a dica de olha no rodapé se as coordenadas batem.

É isso! Espero que tenham gostado desse tutorial.

O leitor Amauri Brandalize deu a dica sobre uso comercial das imagens do Google. CLIQUE AQUI para acessar. Para o uso comercial, como em EIA/RIMA, a dica é comprar a licença do Google Earth PRO.

Ajude-nos a compartilhar conhecimento e fique por dentro das últimas notícias curtindo nossa página no Facebook CLICANDO AQUI ou seguindo-nos no Twitter CLICANDO AQUI. Obrigado!

Abraços!


Vanessa Romero · Fevereiro 26, 2013 às 1:01 pm

Haha.. finalmente alguém ensinou, de maneira prática e fácil, como georreferenciar uma imagem de satélite!! Conteúdo fera, obrigada!! =)

Murilo Cardoso · Fevereiro 26, 2013 às 1:56 pm

Obrigado, Vanessa =D

jonis · Fevereiro 26, 2013 às 2:00 pm

Bela explicação de como georreferenciar no ArcMap. Uma dúvida: o software consegue salvar a imagem georreferenciada em geotiff para abrir em outro SIG?

    Murilo Cardoso · Fevereiro 26, 2013 às 2:04 pm

    Jonis, o formato tiff cumpre esse mesmo papel. Salve em tiff e seja feliz em qualquer lugar. Abraço!

jonis · Fevereiro 26, 2013 às 2:47 pm

Obrigado Murilo! Existe alguma diferença entre tiff e geotiff? Ouvi falar que no formato Geotiff a imagem raster já vem os dados georreferenciados e basta abri-lá no software que a leitura se dá automaticamente. Saberias me dizer se isso pode ou não ser verdade? Desde já agradeço novamente, abraço!

    Murilo Cardoso · Fevereiro 26, 2013 às 2:50 pm

    O formato tiff, salvo dessa forma que eu expliquei no tutorial, agrega um arquivo de coordenadas a imagem. Na verdade, até um jpeg pode ser salvo dessa maneira.

Amauri Brandalize · Fevereiro 26, 2013 às 2:49 pm

O uso de imagens do Google Earth e assemelhados tem restrições … Política de utilização de Imagens – http://bit.ly/XYE3go

    Murilo Cardoso · Fevereiro 26, 2013 às 2:53 pm

    Obrigado pela dica, Amauri. Irei colocá-la no corpo do texto.

Murilo Arantes · Fevereiro 27, 2013 às 11:25 pm

Ok! muito bom esse seu tutorial! continue assim!

    Murilo Cardoso · Fevereiro 28, 2013 às 8:11 am

    Muito obrigado, Murilo. A ideia é sempre melhorar =D
    Abraços!

[Geotecnologias] Manual definitivo de como baixar e georreferenciar facilmente imagens do Google Earth usando o ArcMap | geoinformação | Scoop.it · Fevereiro 26, 2013 às 1:36 pm

[…] Olá a todos! A Google descreve o Google Earth (baixe-o clicando na imagem) da seguinte maneira: "O Google Earth conecta o mundo através de redes com fio e sem fio, permitindo aos usuários ir a prat…  […]

[Geotecnologias] Manual definitivo de como baixar e georreferenciar facilmente imagens do Google Earth usando o ArcMap | Everything is related to everything else | Scoop.it · Fevereiro 27, 2013 às 5:48 am

[…] Olá a todos! A Google descreve o Google Earth (baixe-o clicando na imagem) da seguinte maneira: "O Google Earth conecta o mundo através de redes com fio e sem fio, permitindo aos usuários ir a prat…  […]

[Geotecnologias] Manual definitivo de como baixar e georreferenciar facilmente imagens do Google Earth usando o ArcMap | Open Geographic Information Systems | Scoop.it · Fevereiro 27, 2013 às 1:10 pm

[…] Olá a todos! A Google descreve o Google Earth (baixe-o clicando na imagem) da seguinte maneira: "O Google Earth conecta o mundo através de redes com fio e sem fio, permitindo aos usuários ir a prat…  […]

[Geotecnologias] Manual definitivo de como baixar e georreferenciar facilmente imagens do Google Earth usando o ArcMap | georeferenciação | Scoop.it · Fevereiro 28, 2013 às 5:01 pm

[…] Olá a todos! A Google descreve o Google Earth (baixe-o clicando na imagem) da seguinte maneira: "O Google Earth conecta o mundo através de redes com fio e sem fio, permitindo aos usuários ir a prat…  […]

[Geotecnologias] Manual definitivo de como baixar e georreferenciar facilmente imagens do Google Earth usando o ArcMap | Alusio Carvalho | Scoop.it · Fevereiro 28, 2013 às 10:47 pm

[…] Olá a todos! A Google descreve o Google Earth (baixe-o clicando na imagem) da seguinte maneira: "O Google Earth conecta o mundo através de redes com fio e sem fio, permitindo aos usuários ir a prat…  […]

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *