Olá a todos!

Hoje vamos falar de números. Sim, Geógrafos…NÚMEROS! Mais precisamente do Censo Demográfico 2010. Antes de mais nada, gostaria de expressar aqui uma grande incógnita que assola meus pensamentos em relação ao censo. Uma questão técnica mesmo. Sendo o censo feito, e tão elogiado pelo governo, todo de forma digital, porque demoramos tanto para ter os resultados? O censo, realizado pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), vai muito além de contar quantos brasileiros (e estrangeiros) existem na totalidade, ou o mais próximo possível disso, no território brasileiro. E só por curiosidade, segundo o Censo 2010, somos 190.755.799! Entretanto, a publicação oferece ainda uma série de outras informações sobre as tendências da população no País; dados populacionais por sexo e faixas etárias; aspectos da população urbana e rural; número médio de residentes por domicílio; ocupação de residências privadas, entre outras informações. Vamos analisar alguns desses resultados. Afinal, somos Geógrafos e é essa a nossa função (LEIA + SOBRE ISSO AQUI)

Como primeiro resultado que podemos analisar, como pode ser visto no mapa abaixo, temos um acentuado número populacional nas regiões litorâneas do País em relação as regiões interioranas, que têm a maior parte de sua população localizadas próximas as sedes das capitais Estaduais. Esta disparidade é ainda consequência da colonização e povoamento do Brasil. Pode se observar na região Norte do país que os focos de população formam uma espécie de trilho, ou caminho, que se explica pelo fato de a grande maioria da população dessa região estar atrelada as redes de transporte. Vale notar que, não coincidentemente, as áreas de menor densidade populacional serem a que ainda apresentam maiores níveis de preservação dos recursos naturais. Contudo, as áreas de Cerrado, principalmente, que vêm tido uma crescente ocupação nos últimos 30 anos e com isso, proporcionalmente, os recursos desse bioma sofrem com números astronômicos de desmatamento por ano. Contudo, o cenário em relação ao censo anterior é ainda, no geral, o mesmo.

Em breve estaremos analisando outros produtos gerados pelo censo 2010

Ajude-nos a compartilhar conhecimento e fique por dentro das últimas notícias curtindo nossa página no Facebook CLICANDO AQUI ou seguindo-nos no Twitter CLICANDO AQUI. Obrigado!


Murilo Cardoso

Murilo Cardoso é Geógrafo e Analista em Geoprocessamento. Considerado um dos 3 melhores profissionais do ano de 2017 na área de Geotecnologias. Mais de 50 artigos publicados na área. Escreve sobre o assunto desde 2010. Diretor da empresa de cursos em geotecnologias que mais cresce no Brasil, a AcadGEO e Analista em Geoprocessamento em uma das empresas de engenharia ambiental mais tradicionais do país, a DBO Engenharia. Natural de Goiânia. Tiete de Douglas Adams, Steve Jobs e Albert Camus

lucas henrique soares de aguiar · às

foi muito bom para mim
na procima vez poi umas 10 linhas amenos para tudo do mundo fazer
e é uma boa pesquisa

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *