Olá à todos!

Bem, no que a  internet é indiscutivelmente mais eficiente que o livro didático? Porque devemos usá-la como meio de se informar e até de construir o conhecimento? A resposta é muito simples. Ela é dinâmica! É atualizada. Pois bem, o grande assunto ambiental do Brasil no momento, pelo menos o mais evidente e de maior escala, deixando de fora a nossa altíssima emissão de CO², é a questão da construção ou não da Usina de Belo Monte. Mas, esse post não será diretamente sobre isso. Se você quer saber praticamente tudo sobre Belo Monte em apenas 30 minutos CLIQUE AQUI e veja o excelente vídeo sobre o assunto. O papel principal do professor é ajudar a construção do senso crítico no aluno. Dessa maneira diversos blogs podem ser utilizados para ajudar a expandir os horizontes dos alunos. O Brasil possui a maior reserva de água doce do planeta e 70% de toda a água doce do Brasil está na bacia do Rio Amazonas (Olha só a Usina de Belo Monte sendo assunto indiretamente). No blog SOS Rios do Brasil você vai encontrar praticamente tudo relacionado ao assunto como enchentes, poluição, uso indevido, desperdício, agricultura, etc. Principalmente, vai saber o que pode ser feito para amenizar esses problemas desde  pequenas à grandes ações. Isso é ou não é um conteúdo imediato e de extrema importância para qualquer pessoa? Pois bem, acesse o blog ou pelo menos guarde em seus favoritos porque uma hora ele vai lhe servir de referência.

Acesse o blog CLICANDO AQUI ou na imagem acima.

Ajude-nos a compartilhar conhecimento curtindo nossa página no Facebook CLICANDO AQUI, obrigado!

Abraços!

Murilo Cardoso


Murilo Cardoso

Murilo Cardoso é Geógrafo e Analista em Geoprocessamento. Considerado um dos 3 melhores profissionais do ano de 2017 na área de Geotecnologias. Mais de 50 artigos publicados na área. Escreve sobre o assunto desde 2010. Diretor da empresa de cursos em geotecnologias que mais cresce no Brasil, a AcadGEO e Analista em Geoprocessamento em uma das empresas de engenharia ambiental mais tradicionais do país, a DBO Engenharia. Natural de Goiânia. Tiete de Douglas Adams, Steve Jobs e Albert Camus

prof. jarmuth andrade - SOSRIOSBR · às

Obrigado caro colega Murilo Cardoso,

Somente nesta data vejo este belo artigo sobre o nosso blog, que faço voluntariamente, com muita dedicação e carinho de educador aposentado, que acredita que muita coisa pode ser resolvida pela educação em nosso país.
Sempre trabalhei educação ambiental com meus educando de física e química no ensino médio (na minha época da ativa, 2o. Grau e depois Colegial).
Agora, como disponho de tempo, nestes últimos quatro anos publico o Blog SOSRiosBr para ajudar o movimento ambiental a conscientizar as comunidades que é preciso fazer alguma coisa pelos nosso poluídos cursos d’ água, nossos maltratados mananciais, nossas destruídas matas ciliares, praias imundas, repletas de lixo e esgotos e também as águas do nosso Oceano que recebem tanta sujeira e esgotos sem tratamento.
Se nós que conhecemos um pouco mais e temos alguma experiência para repartir com os outros, não fizermos alguma coisa em breve, embora sendo um dos detentores das maiores reservas de água doce do mundo, vamos ter sérios problemas com a escassez de água de qualidade em nossas bacias hidrográficas. Agradeço muito suas palavras de apoio, incentivo e EXCELENTE DIVULGAÇÃO DO SOSRIOSBR, dispondo em seu blog nosso link de acesso.
Fica convidado a postar seus comentários e artigos sobre recursos hídricos e ambiente geográficos no meu blog, o que vai me deixar muito lisonjeado. Vou visitar seu blog e colocá-lo entre nossos blogs recomendados.
Muito obrigado mesmo e vamos fazendo a nossa parte em defesa de nosso meio ambiente.

Saudações ecofluviais,
Prof. Jarmuth Andrade

Murilo Cardoso · às

Caro prof. Jarmuth Andrade. Primeiramente, me desculpe a demora para responder. Fiquei muito empolgado ao receber o seu e-mail/comentário. Primeiramente, pela sua dedicação a uma causa tão necessária quanto o manejo irresponsável das águas no Brasil e no mundo. E em segundo lugar, pelas suas palavras e convites. Nesse caso, eu que tenho que agradecer, pois ter reconhecido de alguma forma o pouco que faço por alguém como o senhor, que fez e faz tanto, me dá um gás a mais para tentar sempre fazer mais e melhor. Agradeço imensamente pelas suas palavras e me sinto igualmente lisonjeado ao recebê-las.

Saudações ecofluviais para o senhor também!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *